Compartilhe:   

McDonald’s e as polêmicas no Facebook: O dia que o Ronald perdeu o bom humor

por Victor Vasques

Uma marca com perfil jovem, divertida e… polêmica. Este é o resumo do branding do McDonald’s nas redes sociais. Parece ironia, mas depois de tantos anos sendo uma das queridinhas dos jovens, a marca virou alvo de inúmeras críticas exatamente por aqueles que tanto a amavam. Não entendeu? Então vou dividir em duas partes, para te ajudar a entender as polêmicas que a marca se envolveu no mês de agosto.

20 razões por trás da infelicidade dos funcionários

A ideia parecia genial. Criar um mural com 20 motivos para, segundo a marca, trabalhar em um dos maiores e melhores empregadores do Brasil. No entanto, o público não achou a ideia tão genial. Ou melhor, os ex-funcionários não acharam e decidiram expor um dos maiores problemas da marca McDonald’s, a distância com as franquias.

Como todos sabemos, as lojas do McDonald’s são franquias, ou seja, são controladas por terceiros que compram o direito de usar a imagem. Aí que está o grande problema, por mais que inúmeras cláusulas contratuais impeçam que o franqueado faça a famosa “gestão cagada”, ou seja, tratar seus funcionários como uma casquinha murcha, no fim do dia estamos falando de PESSOAS. E, meu querido, as pessoas sabem serem más quando querem. Sabem apenas olhar o lucro. Sabem comprar uma franquia e não dar a mínima para a marca-mãe.

mcdonalds-erro-redes-sociais-com-limao-03

A afirmação não é minha, ela está presente nos mais de 200 comentários na página da marca. No entanto, a página da marca não é controlada pelos franqueados, é controlada por uma agência que se reporta para o cliente, a filial local da marca. Em resumo, são tantas pessoas que a distância entre o cotidiano e a voz da marca vira um abismo. A marca fala A, a agência criar uma ação A2, o franqueado faz B, o funcionário entende C e o cliente tem a sensação de receber D. Uma confusão que gera problemas na comunicação e, como as redes sociais são um caderno livre para todos comentar, vira a enxurrada de críticas.

Uma solução? É complexa, é cara e é cansativa, mas a marca tem que ir para o dia-a-dia. O diretor tem que largar o escritório e passar alguns dias fritando batatinhas, se possível, escondido. Não precisa falar que é diretor da marca, assim sentirá a realidade na pele.

@Burger King, da próxima vez, um simples telefonema seria o suficiente

A rivalidade entre Burger King e McDonald’s é algo tradicional e comum em diversos mercados. Já vimos Pepsi vs. Coca Cola, Nikon vs. Canon e por aí vai. No entanto, o Burger King decidiu criar uma ação (para alguns, oportunista) e sugeriu, uma vez no ano, levantar a bandeira branca e trabalhar em conjunto com McDonald’s, criando o McWhopper. O hotsite da ação propôs até uma identidade visual mesclada das marcas. Uma ideia, no mínimo, divertida. É claro que para sair do papel, seriam necessários avaliar alguns quesitos como, por exemplo, custo do novo uniforme.

É… a ideia parecia interessante, mas o McDonald’s decidiu dar uma resposta que, como classificou um fã da marca, foi uma “McOferta do dia: Torta de Climão”. Uma resposta em carta aberta para o Burger King, com direito a puxão de orelha no fim, dizendo que um telefonema seria suficiente.

mcdonalds-erro-redes-sociais-com-limao-04

mcdonalds-erro-redes-sociais-com-limao-01

Do meu humilde ponto de vista, foi prepotente e expôs uma briga de egos e disputa de mercado que não precisava chegar ao cliente final. Ronald, aqui representado pelo Steve, CEO do McDonald’s, quis dar uma de palhaço sábio e acabou virando alvo de chacota.

Se eu tivesse o telefone dele, só diria uma coisa… Ronald, e a sua alegria? O que aconteceu com você, cara?!

ATUALIZAÇÃO: O Giraffas entrou na brincadeira e deu a melhor resposta!

11892225_10153048494362606_4389592764493234653_n


Victor Vasques é designer, editor chefe do Com limão e sócio proprietário da Citrus Consultoria. Como gestor de marcas e criativo, já atuou com grandes marcas, como Discovery, UOL, iG, Globo.com e VEJA.

Eu irei lhe fazer uma proposta que você não poderá recusar - Don Vito


0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Voltar para o topo ↑

  • Newsletter

  • Últimos tweets

  • Facebook