wix-criando-website-designers-cliente-com-limao

Compartilhe:   

Criando um website: Devo contratar um designer ou fazer sozinho?

por Victor Vasques

Não importa se você é designer ou cliente, o texto de hoje é para ambos e o meu objetivo é deixar de lado o papel de criativo e servir como um conciliador destas duas personas, principalmente quando o assunto é criação um website. Nos últimos tempos, tenho ouvido diversas reclamações dos dois lados (e nem parece que um depende do outro). O designer reclama do cliente que não valoriza, e o cliente reclama do designer que cobra caro e entrega pouco.

Vamos começar por você, caro cliente. O mundo digital pós Facebook criou uma cultura distorcida do “eu tudo posso, eu sei fazer e basta usar as redes sociais”. Não é bem assim. Quando você está criando a sua marca, costumo dizer que “não existe nada como a nossa casa”. Como assim? Você é empreendedor, investe seu sangue, suor, tempo e paixão em um produto/serviço e vai deixar seu principal canal digital nas mãos de terceiro? Sim, é exatamente isso que você faz quando substitui um website por uma página no Facebook ou no Instagram.

As redes sociais ainda são importantes (em alguns mercados), mas já vi inúmeras pessoas reclamando de posts bloqueados, páginas deletadas por engano ou porquê infringiram um pequeno detalhe dos termos das redes sociais. Meu caro cliente, depois que a rede deletou – seja o post ou a página – já era!. A casa é deles, eles que ditam as regras e não adianta reclamar.

Nota do autor: Você acha que não vale a pena investir em um website próprio? De acordo com a consultoria Parse.ly, no último semestre de 2017, o Google ultrapassou o Facebook em gerador de tráfego para websites. Ainda não surgiram os números deste ano, mas a tendência é que a estratégia de SEO irá substituir grande parte das estratégias de mídias sociais. E isso deve só ser o começo (confira o gráfico abaixo).

Mas isso pode mudar. Ao contrário do que era a internet há mais de 10 anos (quando eu decidi me aventurar neste mundo cheio de bits e bytes), hoje existem ferramentas que permitem criar um site grátis do zero em apenas cinco passos. É o exemplo do Wix. A plataforma líder em desenvolvimento web permite, por exemplo, que você tenha um site grátis com o plano básico ou então um plano premium por menos de 60 reais por mês.

Caso você esteja iniciando a sua jornada empreendedora e precisa apenas de um domínio, basta entrar no sistema (em HTML5, ou seja, é só arrastar e editar no próprio navegador) e soltar a imaginação. Eu diria que construir um site na ferramenta do Wix é quase tão fácil quanto fazer uma apresentação no PowerPoint.

Além disso, o Wix já usa inteligência artificial há mais de um ano (e você provavelmente nem sabia) para criar websites. O WIX ADI – Artificial Design Intelligence – foi apresentado em junho de 2016 e funciona da seguinte forma: Com apenas algumas perguntas/respostas simples, o Wix ADI projeta um site adaptado de acordo com as necessidades de cada pessoa ou empresa. Combinando diversas possibilidades pré-definidas, o sistema cria um site com design único em minutos.



É neste ponto em que adiciono os designers na nossa “conversa”. Pode parecer assustador, ainda mais se você é designer ou desenvolvedor, mas vale ressaltar que muitos clientes não sabem responder nem qual será o seu público-alvo, imagina responder uma inteligência artificial.

Outro detalhe importante e fazendo um paralelo com os advogados (diga-se de passagem, uma categoria profissional bem forte no Brasil), os designers deveriam cobrar pela sua consultoria, e não só pela mão na massa. Como assim? Antigamente, em algumas áreas do direito, o advogado era necessário – muitas vezes – devido os seus serviços de “despachante e tradutor do ‘juridiquês’”. Com a ascensão das mídias digitais e a automatização de vários serviços legais, muitos processos podem ser feitos pela internet e sem ajuda de um profissional. Mas, de novo, muitas vezes não temos ideia de como fazer isso, e é aí que entra o advogado (ou o designer).

Aqui, cliente, quero que você entenda a importância do designer. Você pode fazer um site sozinho no Wix, mas será que não é importante investir no visual do seu negócio ou contratar alguém que possa indicar coisas que você provavelmente não domine? E já que estamos falando de Wix, por que não usar como exemplo uma ferramenta da plataforma, o Wix Arena (confesso que como designer ainda não conhecia o sistema, mas achei bem interessante).

O Wix Arena é uma área dedicada aos Expert Wix, ou seja, profissionais especializados na plataforma, e que, segundo consultei o Wix, precisam ter – no mínimo – 6 sites premiums já construídos na plataforma e pelo menos um deles ainda ativo. A parte mais interessante é que, para os clientes interessados nos especialistas, existe um pré briefing que deve ser preenchido e que é enviado para 6 Experts Wix. Além disso, também dá para escolher um expert na área de portfólios e entrar em contato direto com o profissional.

Por fim, quero deixar um recado para os designers que estão fora do Wix. Não é porquê você está fora do Wix ou que a plataforma cobra barato, que isso irá (como alguns gostam de dizer) “prostituir o mercado”. O mercado brasileiro pode não estar maravilhoso, mas existem clientes para todos os perfis. Se você é aquele/a que ganha por volume, nada mais óbvio do que estar dentro do Wix Arena. Se você é aquele/a profissional boutique, ou seja, que faz tudo sob medida, provavelmente o seu cliente não estará dentro da plataforma citada. Tenha uma estratégia em mente… O importante é conhecer todas as opções e saber se adaptar. Amanhã ou depois pode ser que você queira ser um Expert Wix.


Victor Vasques é designer, editor chefe do Com limão e sócio proprietário da Citrus Consultoria. Como gestor de marcas e criativo, já atuou com grandes marcas, como Discovery, UOL, iG, Globo.com e VEJA.

Eu irei lhe fazer uma proposta que você não poderá recusar - Don Vito


0

Voltar para o topo ↑

  • Newsletter

  • Últimos tweets

  • Facebook