12-anos-com-limao

Compartilhe:   

Do nascimento ao rehab: Como vivi a internet nos últimos 12 anos

por Victor Vasques

Na próxima semana (22), o Com limão completa 12 anos. Ultrapassamos a barreira da primeira década e já somos um Matusalém no universo digital. Afinal, estamos falando de um cenário (brasileiro) com pouco mais de vinte anos e, na metade do tempo, estávamos por aqui.

O detalhe que talvez poucos saibam é que o Com limão nunca teve o objetivo de ser grande. Pelo contrário, lá no início, ele foi feito para 14 pessoas e eu sempre dizia “enquanto tiver 2 pessoas lendo o blog, ele vai continuar”. Essas duas pessoas viraram milhares e nós continuamos.

O objetivo era falar sobre design. Era produzir conteúdo pelo conteúdo, e não por cliques ou fama no universo digital. Eu, particularmente, não queria ser um rockstar do Orkut e de tantas outras redes que surgiram e desapareceram nesses anos.

Mas aí chegou a Era de Ouro dos blogs. O servidor já não aguentava mais os 2 milhões de acessos e com isso vieram os camarotes VIPs, os “recebidos da semana” e todo o luxo e glamour das web celebridades. Nós nos perdemos no foco principal. O design dava espaço para editoriais como cinema, game e, até mesmo, música. E aquela época era como uma festa do “Lobo de Wall Street”, só que sem as drogas e o sexo.

barraca-campus-party-2009-com-limao

Nossa barraca na Campus Party 2009 em parceria com a AXE (tinha até televisão!)

Com o passar dos anos, o mercado amadureceu (ou não) e tudo mudou. Os blogs precisavam ter um canal no Youtube ou uma fanpage no Facebook. Muitos daquela época sumiram e/ou morreram (não literalmente, apenas fecharam seus blogs e foram viver outra vida). Eu, apesar da vida dupla, segui com o blog.

Cheguei a comentar com um amigo, “nós já somos os ‘Túlios Maravilhas’ do universo digital”. Tocando uma bola de lado aqui, fazendo um gol ali, mas vivendo dos mil gols de uma era que não volta mais. Tínhamos a experiência, mas o vigor já não era o mesmo. Afinal, filhos e casamentos vieram e viraram prioridades. Os youtubers e instagrammers tinham mais tempo livre e mais disposição (talvez não tivessem a mesma qualidade, mas produziam em volume e ganhavam espaço).

De dois anos para cá, como um Keith Richards do mundo digital, decidi mergulhar no meu rehab virtual. Mudava ou fechava. E foi aí que ponderei algumas coisas…

Não podemos ignorar as tendências, mas também não podemos esquecer a essência do original. Produzir, por exemplo, um canal de Youtube é legal e reúne milhares de assinantes, mas esquecemos que a internet é feita de nichos e não de massa. Para isso existe a boa e velha televisão. A internet não tem espaço para você falar, no mesmo canal (seja ele um blog ou youtube), sobre futebol e religião. Ou é um, ou é outro.

Outro pensamento foi que os blogs são como bandas de rock. Você pode até experimentar tocar um sertanejo no show, mas isso é vez ou outra, não pode ser algo corriqueiro porque você não é aquilo. Ele representa algo que você é e qualquer coisa diferente vai soar fake.

Sabe aquela velha história… Eu adoraria ter meus 20 anos com a experiência que tenho hoje. Fisicamente eu não consigo fazer, mas o Com limão consegue. Esse novo ciclo marca uma passagem. De voltas às origens, mas com a experiência de anos.

Além disso, hoje não estamos sozinhos. Somos um time muito mais forte. Com o passar dos anos, o Com limão ganhou co-irmãos. No universo do relacionamento, vida profissional e viagem, nasceu o Um Café para Dois. Com o vigor para as hard news das tecnologias cotidianas, o Nova Post surgiu. Já o InovaSocial, apesar de ser feito para o Instituto Sabin, não deixa de ser o nosso espaço para inovação social. E a coisa toda não termina aí. Muitos estão por vir e outros tantos já estão em andamento.

Podemos ser um Matusalém digital, mas temos uma coisa que os mais novos nunca terão… 12 anos de história, experiência e tapas na cara. Que venha mais uma década.

Imagem destaque – Por Dark Moon Pictures


Victor Vasques é designer, editor chefe do Com limão e sócio proprietário da Citrus Consultoria. Como gestor de marcas e criativo, já atuou com grandes marcas, como Discovery, UOL, iG, Globo.com e VEJA.

Eu irei lhe fazer uma proposta que você não poderá recusar - Don Vito


0

Voltar para o topo ↑

  • Newsletter

  • Últimos tweets

  • Facebook