UOL e BBC: O que a internet brasileira precisa fazer com o conteúdo? • Com Limão
Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Design

UOL e BBC: O que a internet brasileira precisa fazer com o conteúdo?

UOL comemora 15 anos, lança sua nova home e cria reflexão sobre a web brasileira

São oito milhões de visitas por dia e inúmeros parceiros pelo Brasil e o mundo. Esse é o UOL hoje. Líder entre os portais, aquele que nasceu fruto da longínqua Folha Web comemora em 2011 os seus 15 anos de existência. E pensar que estive por lá quando o gigante completava seus 10 anos e não imaginava o quanto ainda poderia crescer. Nestes cinco anos o UOL expandiu muito mais que nos seus dez primeiros anos.

É claro que não só ele, a internet brasileira caminhou para o amadurecimento. Sites em flash, gifs brilhantes e cores fortes deram espaço para o design minimalista e mais organizado do conteúdo online.

Mas voltando ao UOL, hoje o portal ganhou uma nova home. O que era para ser uma “revolução”, abriu espaço para análise (e reflexão) do design brasileiro, acompanhado da pergunta: Será que o design brasileiro está maduro o suficiente para internet?

A nova home do UOL – do ponto de vista estético – chega a ser um retrocesso para o design digital em terras tupiniquins. Muito mais do que dizer que a nova home ficou feia ou não, o trabalho de redesign mostra que os portais brasileiros passam por um momento de homogeneizar a informação online.

Com paletas de cores padronizadas e formatos de chamadas quase que idênticas, os portais brasileiros – na contramão da estratégia do oceano azul – transformaram o mercado em um imenso gramado verde, com todos aparados a meia altura.

Claro que muitos dirão que no caso dos grandes portais, conteúdo é muito mais importante do que estética. Não deixo de concordar e de discordar. O conteúdo é importante, mas o visual é o grande responsável por guiar o leitor na imensidão de notícias, tecnologias, serviços e publicidade.

Melhor do que ficar expondo opiniões de uma área tão intangível, é apresentar exemplos. De acordo com o jornalista Tiago Dória, a BBC lançou nos últimos dias uma versão beta da nova home, que promete apontar as tendências futuras da internet. Diminuindo – de forma intencional – o número de chamadas de notícias (tornando a interface realmente minimalista e clean) e integrando mais ainda as plataformas móveis e com a web tradicional, a nova home da BBC é um colírio para os olhos de qualquer designer digital.

"

Ao invés de compararmos designers brasileiros e estrangeiros e jogarmos pedras nos profissionais daqui, vale ressaltar que a mudança da BBC segue muito mais que uma nova home, ela é resultado da nova estratégia adotada pela empresa de “one service, ten products, four screens” (um serviço, dez produtos e quatro telas).

Ou seja, a culpa (ou louros) da nova home do UOL não deveriam ir apenas para os designers, mas para a empresa como um todo, entre eles marketing, comercial e os responsáveis pela gestão da marca.

Em resumo, a BBC soube observar como guiar e integrar as tecnologias, em pró de, não apenas contar uma história, mas informar o usuário que vive vagando pelas diversas estrelas de um vasto universo online.

Leia também

Apple

Apple Search Ads chega ao Brasil depois de quase 8 anos e permitirá promover apps com segurança e eficácia na App Store, impulsionando downloads...

Impacto

Nota do editor: O texto abaixo foi originalmente publicado em 30 de outubro de 2009. Em quase quinze anos, muita coisa mudou, não só...

Futuro

Google anuncia chegada de IA generativa na Busca em português e que pode ser acessada como experimento do Search Labs, outra novidade lançada no...

Podcast

Conversei com a Nintendo sobre o lançamento de "Super Mario Bros Wonder" no Brasil e a importância do mercado brasileiro de games.

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.