Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Review

#Testando – Brilliance LCD Ultra HD 4K, da Philips

A resolução 4K parece ter chego definitivamente aos monitores e televisões. O Com limão testou Brilliance LCD Ultra HD 4K, da Philips, e abaixo você confere as nossas impressões e notas do aparelho.

Resolução 4K: Eu preciso de tudo isso?

Entusiastas de tecnologia, early adopters e gamers provavelmente dirão sim, mas ter um monitor 4K não é tão fácil assim. Ao contrário das televisões, que basta conectar o HDMI e sair se divertindo, usufruir do 4K em monitores depende de uma placa de vídeo poderosa e um mouse de boa qualidade.

Usamos duas configurações para testar o Brilliance 4k:

  • PC #1: Processador Intel Core i7 2600 3.40GHz, placa-mãe ASUS P8Z68-V Gen3, placa de vídeo NVIDIA Quadro 2000, 16 GB de RAM e mouse Microsoft Touch.
  • PC #2: Processador Intel Core i7 4770K 3.50GHz, placa-mãe MSI Z87 M, placa de vídeo MSI R9 170 X Hawk 2GB, 16 GB de RAM e mouse Razer Mamba.

Conectamos o monitor na primeira configuração usando cabo HDMI e Display Port. Em ambos os casos, o monitor não atingiu a resolução 4K. Culpa da Quadro 2000. De qualquer forma, usamos o monitor mesmo assim e a qualidade de imagem estava na média dos monitores top. O único detalhe que ressaltava o Philips é que ele possui um modo leitura que cansa menos a vista. A sensação é que a luminosidade é menos agressiva aos olhos.

Já no PC #2, a brincadeira ficou um pouco mais séria. Uma explosão de resolução em 4K, mas o mouse demorava um pouco para “atravessar” a tela. A relação entre 28” e resolução 4K fizeram os ícones ficaram minúsculos.

Além dos ícones, um pouco de lag no mouse. Descobrimos que o monitor estava em 30Hz e tudo ficava em câmera lenta. Desligamos o HDMI e partimos para o Display Port. Tudo fez diferença e o monitor funcionou em 60Hz. Decidimos partir para os games e filmes. Uma experiência incrível!

Ponto positivo: Modo PiP

Uma coisa que não vemos em qualquer monitor é o modo PiP, aquele que cria uma pequena janela no canto da tela com a transmissão de outra imagem. No caso do Brilliance, o monitor aceita o modo PiP da Display Port e HDMI, ou seja, dá para assistir TV enquanto trabalha. Uma boa solução para quem tem apenas um monitor.

Mais um ponto positivo: Design

O design do Brilliance 4K é um ponto positivo que passa com um rolo compressor em muitos monitores. A base SmartErgo ajusta altura e vira a tela até 90º. Além disso, os conectores estão localizados em um ótimo lugar e os fios não atrapalham no giro.

Outro fator do design é o plástico utilizado no modelo. Segundo a empresa, 65% de todo o plástico utilizado no Brilliance é reciclado e possui certificação TCO Edge, concedida aos produtos que se destacam entre os demais considerados ecologicamente corretos.

Dois pontos negativos: Menu e USB

Vamos começar pelo maior ponto negativo do monitor, o menu. Ele não é nada lógico, de difícil acesso e o touch tem um delay horrível. Você clica no botão, vai tomar um café e ele ainda não abriu o menu (é claro que é exagero, mas é quase isso). Além disso, o volume do monitor (ele possui caixa de som embutida) está dentro do menu. No primeiro teste colocamos um filme e o volume estava alto. Quase enfartamos e demoramos para descobrir onde abaixar o som.

O segundo ponto são as entradas USB. A ideia da Philips é bem interessante, transformar seu monitor em uma extensão da torre, ou seja, você não precisa ficar ligando o pen drive no computador, basta usar o monitor. No entanto, ele não é muito lógico, demora para responder e só funciona para isso. Tentamos ligar um pen drive com vídeo e rodar sem ligar o computador, ele não funcionou.

Conclusão: 4K é para entusiastas

Se você realmente acha que precisa de um monitor 4K, aconselharia primeiro verificar sua placa de vídeo e depois comprar um Brilliance. Ah, e não esqueça do mouse com DPI alto.

Na nossa opinião, apesar do Youtube ter vídeos em 4K e vários aplicativos venderem a super resolução, ela ainda é indicada para televisões. Um monitor 4K pode custar mais caro do que você imagina ou você pode não conseguir tirar todo o desempenho que ele proporciona.

Leia também

Tecnologia

Como é bom viver no futuro. Pode soar um pouco saudosista, mas lembro da época em que “inteligência artificial” era coisa de cinema. Casas...

Design

Review de televisão talvez seja, na minha opinião, um dos mais difíceis de serem produzidos. São mais de 15 anos escrevendo no Com limão...

Apple

Já tem 7 dias que uso diariamente o novo iPhone 13 Pro. Tenho alegria de dizer que nós, aqui da Com limão & Co.,...

Impacto

A Lenovo anunciou suas novas metas nas áreas de mitigação das mudanças climáticas, economia circular e materiais sustentáveis. Como parte de seu Relatório Ambiental,...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.