Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Design

6 Tendências Visuais para o Pós-Quarentena

6 Tendências Visuais Para O Pós-Quarentena

Enquanto discutimos a reabertura do comércio em algumas cidades brasileiras, outros países já estão tentando voltar ao normal (ou, ao “novo normal”, com alguns gostam de chamar). Como resultado, as tendências visuais no marketing estão diferentes do que poderíamos imaginar antes da pandemia. Dado o impacto da crise atual, não é surpresa que imaginemos como será este novo cenário. Sem dúvida os estilos de vida mudaram e continuarão a mudar. A Kaori Abe, Field Marketing Manager Latam na Shutterstock, publicou recentemente um artigo com 6 tendências visuais para o mundo pós-quarentena. Confira!

Leia também: O isolamento social transformou o consumo dos brasileiros?

Tendência #1: O distanciamento físico vai continuar

Distância física, distanciamento social – qualquer que seja o seu termo preferido, o conceito veio para ficar. Até que uma vacina esteja disponível, teremos de limitar o contato físico com os demais num esforço coletivo para conter a propagação da COVID-19. Prevemos que boa parte disso vai acontecer do lado de fora das nossas casas. As medidas de restrição vão se tornando mais brandas, e as pessoas — muitas com saudade da natureza e do ar fresco — voltarão a se reunir ao ar livre. Churrascos, piqueniques no parque, tomar sol na praia,  passeios de bicicleta, tudo com amplo espaço entre pessoas e grupos são os sinais do nosso novo normal.

Tendência #2: Pequenos Encontros

Reuniões de pequenos grupos substituirão as reuniões em massa que tínhamos antes. Fotos de espaços lotados, eventos e festivais deixarão de ter o sentido que tinham na nossa sociedade como outrora. O nosso comportamento social mudou drasticamente, e no pós-quarentena será retratado por estas bolhas sociais intimistas, seguras e pessoais.

É importante levar em conta que o medo e a incerteza continuarão a existir no nosso novo normal. Quando se trata de narrativa visual, verdade, inclusão, tolerância, empatia e transparência serão mais críticos do que nunca. Consumidores e marcas terão uma relação mais contínua dentro deste comportamento social mais suave.

Tendência #3: Equipamentos de proteção individual

Em relação ao uso de máscaras em ambientes públicos, a cultura ocidental fica bem atrás da Ásia, onde já é comum. Não apenas por uma questão de  saúde, mas lá, muitas pessoas usam máscaras para para privacidade, como proteção contra a fumaça de cigarro e poluição, e até para disfarçar o mau hálito. Mas só agora, vivendo uma pandemia, este hábito ganhou importância em outros lugares do planeta. No nosso novo normal, prevemos que esta tendência irá se perpetuar. Veremos também o uso de outros EPIs, como luvas, em imagens que nos recordem a importância e a fragilidade da nossa saúde.

Tendência #4: Serviço de Entrega e Limite de lugares

Espaços públicos lotados estão fora de questão no pós-quarentena, mas em lugares onde é possível um certo controle, a limitação da capacidade física – como nos restaurantes – será uma das formas de nos adaptarmos ao nosso novo normal. O serviço de entrega revelou toda a sua importância na quarentena, e na medida que as restrições se flexibilizam, os restaurantes podem contar com pátios e espaços ao ar livre, com ampla distância entre os lugares, como uma nova alternativa de jantar.

Os mercados, como serviços essenciais, provavelmente continuarão orientando o fluxo de pessoas nas lojas de forma a reduzir as chances de aglomeração. É possível que os cafés sigam operando apenas para viagem. E, prevemos que seguiremos contando com o serviço de entrega como uma alternativa segura às compras em lojas físicas.

Tendência #5: A comunidade em primeiro lugar

A vida em quarentena passou uma rasteira nas pequenas empresas locais. No entanto, também nos lembrou e reafirmou que estes negócios são uma parte essencial do tecido da nossa sociedade. Uma das tendências que prevemos é o crescimento do apoio a estas pequenas empresas. Nosso mundo encolheu, e muitos de nós, coletivamente, caminhamos para a ideia da comunidade em primeiro lugar.

Como isto vai acontecer ainda  está sendo definido mas, visualmente, é importante refletir a autenticidade do dia-a-dia. Esteja atento às reações da sua comunidade e como retratá-las através do seu ponto de vista. Positividade é poder.

Tendência #6: Estadia fora de casa

Na vida pós-quarentena, viajar – da forma como conhecíamos antes – vai parecer uma lembrança distante. Em vez disso, as estadias e as viagens hiper-locais serão estimuladas. As viagens de carro podem substituir as viagens aéreas internacionais, as noites de acampamento podem se popularizar ao invés da hospedagem em hotéis, e pequenas saídas em família serão preferidas do que os programas em grandes grupos. As pessoas devem deixar de frequentar centros urbanos lotados, mas, no lugar disso, preferir espaços abertos na natureza, como uma forma de ganhar respiro da COVID-19.

Leia também

Futuro

No sexto episódio do Gravidade Zero, vamos falar sobre o futuro do nosso cérebro. Para isso, conto com a nossa convidada especial, Carla Tieppo...

Design

A Intel anunciou nesta semana (02), uma grande mudança no logotipo e reformulação de toda a identidade visual institucional e de produtos. Desde a...

Futuro

Um novo estudo da IBMe Morning Consult revela que os adolescentes sabem que a Inteligência Artificial (IA) e a ciência de dados irão impactar...

Design

Enviar conteúdo para o Stories do Instagram é uma ótima maneira de interagir com os seguidores, alertá-los de novas postagens ou atualizações, e receber...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.