Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

CES 2021: Robôs Domésticos E O "Melhor Normal", As Novidades Da Samsung

Futuro

CES 2021: Robôs domésticos e o “Melhor normal”, as novidades da Samsung

Pensados para funcionar como assistentes do dia a dia, Samsung apresenta o futuro dos robôs domésticos e o que será possível nos próximos anos.

Em 2028, os robôs terão relações reais com as pessoas; dando suporte nos cuidados na velhice, higiene pessoal e na preparação de alimentos. Os robôs sexuais tornam-se populares. O trecho faz parte do texto “As previsões da Singularity University até 2038 – Parte I: A próxima década”, mas poderia ser o início do keynote da Samsung na CES 2021. Durante a sessão, a marca sul-coreana apresentou o conceito de “Melhor Normal” — uma clara analogia ao termo “novo normal”, muito utilizado durante os últimos meses — e anunciou alguns produtos que serão lançados em breve.

“Nosso mundo mudou e muitos de vocês se depararam com uma nova realidade. Uma realidade em que, entre outras coisas, nossa casa ganhou um significado muito maior”, afirma Sebastian Seung, Presidente e Chefe do Samsung Research, o avançado centro de R&D da empresa. “Nossas inovações são criadas para entregar experiências mais customizadas e intuitivas que representam a personalidade do usuário. Trabalhamos duro para levar a você a nova geração de inovações, com Inteligência Artificial como centro das ações, para um melhor amanhã”.

Entre TVs, geladeiras e outros aparelhos para a casa, quero focar o nosso texto nos robôs apresentados no vídeo acima. Segundo a empresa, “a Samsung está na vanguarda de inovações que envolvem Inteligência Artificial e robótica, conduzida por seus sete centros de pesquisa globais para tecnologias avançadas” e as principais tecnologias apresentadas durante a coletiva de imprensa incluem os seguintes recursos:

Samsung Bot Care: Mais novo desenvolvimento do crescente line up de robôs da marca, o Samsung Bot Care foi criado para usar IA para reconhecer e responder ao comportamento do usuário. Ele pode atuar como robô assistente e como companheiro, ajudando a tomar conta dos detalhes de sua vida. Ele pode aprender sua agenda e seus hábitos para enviar recados e lembretes que irão te ajudar ao longo de uma rotina ocupada.

Samsung Bot Handy: Ainda em desenvolvimento, o Samsung Bot Handy vai permitir que um avançado sistema de IA reconheça e recolha objetos de diversas formas, tamanhos e pesos, transformando-se em uma extensão do usuário nas tarefas domésticas. O Samsung Bot Handy será capaz de dizer a diferença de composição nos materiais de diversos objetos, usando a força necessária para segurá-los e levá-los para outros lugares da casa, trabalhando como um parceiro de confiança na hora de limpar e organizar os ambientes e de recolher as louças após uma refeição.

2 robôs, 2 realidades: O nosso futuro com assistentes robóticos

O Samsung Bot Car é algo “simples” de se imaginar convivendo no nosso dia a dia. Eles não executam atividades complexas e dão suporte para atividades simples. Já temos visto isso, por exemplo, em soluções para delivery. Arrisco em dizer que é algo que, apesar do preço, deve chegar aos lares de todo o mundo ainda nos próximos anos. Achei interessante a Samsung apresentar um cenário onde a moça está com o pé engessado, porque mostra a utilidade de um robô assistente. Talvez se a moça do vídeo estivesse em pé, muitos diriam: “ah, mas ela podia ter andado até o computador para a videoconferência”.

Já o Samsung Bot Handy é outro nível na evolução dos assistentes robóticos. Ele coloca a louça na máquina, dá tchauzinho, recolhe a bagunça e serve duas taças de vinho. O Handy ainda não tem voz, mas já dá para observar o desenho de “dois olhos”, deixando a máquina mais amigável.

Quem é fã do game Fallout, talvez tenha lembrado imediatamente do Mr. Handy, robô doméstico que é deixado para trás no holocausto nuclear do jogo e segue fazendo suas tarefas, como se nada tivesse acontecido. O Samsung Bot Handy é para ser assim, um assistente invisível, que faz as atividades cansativas do cotidiano. Aqui em casa temos um quadro sobre a pia da cozinha que diz: “Enquanto você estiver vivo, vai ter louça”, frase da jornalista e artista plástica paulista Ida Feldman. Talvez com o Handy, o quadro terá que ser atualizado para “Se você tem um Handy, você pode seguir vivo e esquecer a louça”.

CES 2021: Robôs Domésticos E O "Melhor Normal", As Novidades Da Samsung - Mr. Handy / Fallout

Ainda sobre o Handy, ele já faz parte de uma nova fase dos robôs e que citamos no texto “As previsões da Singularity University até 2038 – Parte 2: O futuro”. Nele, prevemos que o fim do teste de Turing em 2030 e robôs por todos os lados em 2032, onde uma sociedade já acostumada com parceiros robóticos, verá robôs em todos os locais de trabalho, eliminando o trabalho manual e com interações repetitivas (por exemplo: recepcionistas, guias turísticos, motoristas e trabalhadores da construção civil).

Sobre as inteligências artificiais do mal, que dominam e escravizam a humanidade, como em O Exterminador do Futuro, podemos deixar esta “realidade” para os filmes. Estamos muito longe de imaginar criatura se voltando contra o criador por um simples motivo, teremos outras preocupações neste meio tempo. Direitos dos robôs, a substituição da mão de obra não qualificada por soluções robóticas e a desigualdade social devem ser problemas maiores do que um T-800 fantasiado de Arnold Schwarzenegger.

Leia também

Apple

No texto de ontem (11), comentei alguns pontos do texto “As previsões da Singularity University até 2038 – Parte I: A próxima década” sobre...

EcoDesign

No fim de 2020, pouco antes de iniciarmos as festas de fim de ano, publiquei no InovaSocial o texto e o podcast “Tendências e...

Podcast

No quarto episódio do Com limão Drops, conversamos com Luiz Pettená, especialista em conteúdo da Getty Images e iStock, sobre o Visual GPS e...

Tecnologia

No início do mês (03), a LG apresentou o fone de ouvido sem fio TONE Free FN6, agora disponível no Brasil. Fruto de uma...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.