Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

1Bitcoin

Dossiê Com limão: Quem é Vitalik Buterin, o criador da Ethereum?

Dossiê Com Limão: Quem É Vitalik Buterin, O Criador Da Ethereum?

Investir em criptomoedas é um processo muito parecido com o mercado de ações. E, assim como acontece por lá, no universo das criptos, você também precisa entender quais são os produtos, serviços e quem está por trás de uma grande ideia. Por exemplo, se você for investir na Petrobras, você vai ficar atento aos movimentos de mercado da empresa, aquisições e na troca de executivos importantes. Neste texto, vamos falar um pouco sobre quem é o “príncipe das criptos”, termo utilizado pela TIME para se referir ao programador russo-canadense Vitalik Buterin, a grande mente por trás do Ethereum.

Normalmente começamos pelo perfil mais importante, que neste caso seria do criador do Bitcoin, mas — assim como tantas peculiaridades do mercado cripto —, ninguém sabe quem é Satoshi Nakamoto. Não sabemos nem se Satoshi é uma pessoa, ou um grupo de pessoas. E como não sabemos nada além de mera especulações sobre o rei, nada mais lógico do que começar pelo príncipe.


Quer comprar Ether (ETH)? Conheça a NovaDAX, a única exchange no Brasil com conta digital gratuita e cartão pré-pago.

Vitalik Buterin é o estereótipo de Hollywood para um programador. Magro, com cabelo desgrenhado, postura retraída e dono de um perfil ultra tímido, o cofundador da Ethereum, agora com 28 anos, começou no universo das Blockchain há quase 10 anos. Foi dele a autoria do whitepaper original que descreveu o Ethereum pela primeira vez em 2013 e até hoje atua liderando o projeto e como membro da Ethereum Foundation, organização sem fins lucrativos dedicada a apoiar a Blockchain e tecnologias relacionadas. Ao contrário de outras criptos, o Ethereum possui outros cofundadores e, segundo o site CoinMarketCap, entre eles estão:

  • Gavin Wood, programador britânico e segundo cofundador mais importante do ETH, pois codificou a primeira implementação técnica do Ethereum na linguagem de programação C ++, propôs a linguagem de programação nativa do Ethereum, Solidity, e foi o primeiro diretor de tecnologia do Ethereum Foundation. Antes do Ethereum, Wood foi um cientista pesquisador na Microsoft. Depois disso, ele estabeleceu a Web3 Foundation; 
  • Anthony Di Iorio, que subscreveu o projeto durante o início de seu desenvolvimento;
  • Charles Hoskinson, que desempenhou o papel principal na criação do Ethereum Foundation, com sede na Suíça, e seu jurídico;
  • Mihai Alisie, que prestou assistência para estabelecer o Ethereum Foundation;
  • Joseph Lubin, um empresário canadense que, como Di Iorio, ajudou a financiar o Ethereum durante seu início, e mais tarde fundou uma incubadora para startups baseada no ETH chamada ConsenSys.

O que torna Vitalik Buterin tão importante, já que existem outros cofundadores?

Além de ser a “mente brilhante”, o grande idealizador do Ethereum e da sua criptomoeda, o Ether (ETH), Vitalik também é uma espécie de Bill Gates da sua Microsoft cripto. É uma figura emblemática e, apesar da timidez, é um grande defensor da internet descentralizada e de código aberto, além de produzir muito conteúdo (em texto e, por vezes, bem técnico) sobre o setor.

Somado a tudo isso, temos a questão dele ainda liderar aquela que é a segunda maior criptomoeda do mercado, atrás apenas do Bitcoin, alimentando um ecossistema de trilhões de dólares e que rivaliza com a gigantes como a Visa (em termos do dinheiro movimentado). Mas o que poucos sabem, ou apenas pressupõem, Vitalik realmente possui uma inteligência fora do normal.

Se você ouvir falar de algo duas vezes, pode ser uma boa ideia investir algum tempo e descobrir mais.” — Vitalik Buterin

Nascido em Kolomna, na Rússia, aos 6 anos se mudou para o Canadá e, durante o período escolar, foi colocado em um programa para crianças superdotadas. Interessado por programação, matemática e economia desde muito cedo, foi no mundo virtual — e jogando muito World of Warcraft — que ele construiu suas conexões de amizade.

Foi por meio de seu pai, Dmitry Buterin, que o jovem Vitalik ouviu falar pela primeira vez em Bitcoins. Dmitry é formado em Ciências da Computação e, na época, era presidente de uma empresa de softwares. Interessado no tema, Vitalik só entendeu o tamanho real da oportunidade já na faculdade, quando começou a trabalhar como editor da Bitcoin Magazine e, em paralelo, atuava como assistente de pesquisa em criptografia de Ian Goldberg (conhecido por quebrar a implementação do SSL da Netscape).

No fim de 2013, Vitalik publica o primeiro whitepaper do Ethereum e, em 2014, abandona o curso na Universidade de Waterloo e foca seu tempo integral no Ethereum após receber US$ 100 mil em uma bolsa da Thiel Fellowship (criada pelo bilionário Peter Thiel através da Thiel Foundation, o incentivo é destinado a estudantes com menos de 22 anos, onde é oferecido a eles um total de US$ 100.000 ao longo de dois anos, além de orientação e outros recursos, para abandonar a escola e buscar outros trabalhos, que podem envolver pesquisa científica, criação de uma startup ou trabalhando em um movimento social).

Outro ponto importante de Vitalik ter grande expressividade no mercado cripto é sua visão em relação ao setor. Em entrevista para a revista TIME, ele afirma: “A própria criptomoeda tem muito potencial distópico se implementada de forma errada”. Segundo ele, quando sua criptomoeda aumentou em valor e volume, ele viu o mundo que criou evoluir com uma mistura de orgulho e pavor.

Ainda segundo a entrevista, Vitalik espera que o Ethereum se torne a plataforma de lançamento para todos os tipos de experimentação sociopolítica: sistemas de votação mais justos, planejamento urbano, renda básica universal e projetos de obras públicas. Acima de tudo, ele quer que a plataforma seja um contrapeso aos governos autoritários e derrube o domínio do Vale do Silício sobre nossas vidas digitais.

Mas ele reconhece que sua visão para o poder transformador do Ethereum corre o risco de ser superada pela ganância. E assim ele começou relutantemente a assumir um papel público maior na formação do futuro da Blockchain. “Se não exercitarmos nossa voz, as únicas coisas que são construídas são as que são imediatamente lucrativas”, diz ele.

Leia também

Design

Os avatares criados pelo Lensa invadiram as redes sociais. Você provavelmente já viu alguma imagem criada pela inteligência artificial presente no aplicativo da Prisma...

1Bitcoin

Após meses de conversas e rumores, os NFTs finalmente entraram no Instagram, e agora com a novidade de que os criadores poderão gerar seus...

1Bitcoin

A Blockchain é uma tecnologia inovadora que garante a descentralização de transações financeiras e informações com o uso puro de tecnologia e mecanismos para...

1Bitcoin

Em meio ao inverno das criptomoedas, momento de baixa dos valores e marcado pelo fechamento de muitos projetos, a blockchain Aptos e seu token...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.