Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Design

Pantynova leva bem-estar sexual para dentro de uma vending machine

Pantynova Inova Levando Bem-Estar Sexual Para Uma Vending Machine

Há alguns anos, propus para um cliente fazer uma vending machine de produtos para recém-nascidos. A ideia era criar um híbrido de loja física com e-commerce; algo que pudesse se manter ativo 24 horas por dia e entregar produtos imediatamente. Infelizmente o projeto não virou realidade por diversos motivos, mas sempre fiquei com aquela ideia na cabeça. Era muito boa!

Agora a pantynova, pioneira em bem-estar sexual no Brasil, lançou a “Kinga”, a primeira vending machine de sextoys da América Latina. A máquina foi estilizada com as cores e a identidade visual da marca e permite que os clientes comprem seus produtos de forma rápida. Lançada em parceria com o Torneira Bar, na zona oeste de São Paulo, a máquina entrou em atividade no pré-carnaval paulistano. O espaço, com temática LGBTQIAP+, está localizado em um dos principais circuitos da folia paulistana e recebeu centenas de foliões que, além de curtirem a festa, puderam comprar e levar seus produtos, que vão de vibradores a lubrificantes.

Existe um tabu em olhar para o mercado de produtos focados no bem-estar sexual. Mas a pantynova é um case que vale chegar a todas as aulas de empreendedorismo do país. Criada pela designer de moda Izabela Starling e a artista plástica Heloisa Etelvina, em 2018, com um capital inicial de R$ 30 mil, a empresa faturou mais de R$ 12 milhões em 2021 e, no ano passado, a meta de crescimento de 20% foi atingida com sucesso. 

A “Kinga” é um modelo exclusivo da marca no país e foi lançada com o objetivo de se conectar com o público que estava voltando para as ruas no pós-pandemia. A máquina foi trazida da Coréia do Sul e está conectada por um sistema inteligente que permite que cada cliente compre seu produto e já saia com ele dali para a sua casa. A pantynova quis trazer essa ideia de imersão desde o momento da compra até a experiência final do usuário.

Pantynova Inova A Levar Bem-Estar Sexual Dentro De Uma Vending Machine

A vending machine de sextoys é uma ideia inovadora que busca facilitar o acesso aos produtos de bem-estar sexual de forma rápida e discreta. Além disso, a pantynova se destaca no mercado brasileiro de sextech por oferecer uma ampla variedade de produtos inclusivos, que atendem a todas as pessoas e todos os corpos.

Apesar de ser uma sextech, ou seja, está muito presente no ambiente online, a pantynova investiu na vending machine para se aproximar novamente de seus clientes nos locais em que eles costumam estar. Tendo como pilar institucional a diversidade, principalmente do público LGBTQIAP+, a marca afirma que está “animada com a parceria com o Torneira Bar, que tem como propósito trazer incentivos aos clientes sobre diversos assuntos, incluindo a saúde sexual”. De acordo com Danielle Lira, proprietária do Torneira Bar, “a sexualidade de todas as pessoas deve ser tratada com muita alegria, leveza e naturalidade, respeitando sempre as pluralidades dos corpos, gêneros e orientações sexuais”.

A “Kinga” é um exemplo da busca constante da empresa em inovar e oferecer soluções que atendam às necessidades e demandas de seus clientes. A máquina foi lançada em um momento oportuno, em que as pessoas estão retomando as atividades presenciais (o Carnaval de 2023 é um dos grandes exemplos) e buscando novas experiências.

Além disso, a parceria com o Torneira Bar, um espaço inclusivo e diverso, reforça o compromisso da marca com a promoção da saúde sexual e o respeito às pluralidades dos corpos, gêneros e orientações sexuais. A máquina de vendas de sextoys é mais do que uma novidade tecnológica, é uma iniciativa que busca promover a cultura do bem-estar sexual e incentivar o diálogo sobre o tema em espaços públicos e privados.

Em um mercado que ainda enfrenta tabus e preconceitos, a pantynova se destaca por sua postura inovadora e inclusiva, buscando romper com estereótipos e oferecer produtos que atendam às necessidades de todas as pessoas, independentemente de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Ilustração por: dodoit/Shutterstock

Leia também

Podcast

Neste episódio especial do Com limão Drops: Especial BGS 2022, conversei com Leonardo Almeida, gerente sênior de IT da LG do Brasil, sobre o...

Podcast

Neste episódio especial do Com limão Drops: Especial BGS 2022, conversei com Caio Ricci, gerente regional da HyperX no Brasil, sobre o mercado de...

Podcast

Neste episódio especial do Com limão Drops: Especial BGS 2022, conversei com Bruno Shigemura, especialista de novas tecnologias da Intel brasil, sobre o mercado...

Podcast

Neste episódio especial do Com limão Drops: Especial BGS 2022, conversei com Alexandre Ottoni (Jovem Nerd) e Deive Pazos (Azaghal) do Jovem Nerd, sobre...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.