Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Design

A marca da Oi: 350 mil libras e 4 anos para isso?!

Sinceramente, não sei nem por onde começar este texto. Talvez vomitar uma série de palavrões não seja a melhor alternativa, mas não consigo pensar em outra solução. A nova identidade visual da Oi é tão ruim, que mais parece uma piada de mau gosto. Calma, toda essa fúria possui um embasamento sólido e claro.

Vamos começar pelo logo…

Não vou cair no mérito de que empresas como a FutureBrand e Wolff Olins chamam o logo de logomarca. Esta discussão já deu e vou deixar que vocês tirem as próprias conclusões. Vou focar nas 70 variações de logos presente no manual de identidade visual. Você tem noção do que é isso? A coisa não acaba aí. Segundo o manual, são “70 formas diferentes, cada uma podendo ser usada nos 3 diferentes degradês da Oi (verde, laranja e roxo)”. Se eu não fugi da aula de matemática, isso significa que são 210 variações.

marca-oi-identidade-visual-2016-com-limao-02

Deixando de lado a cabeça de gestor de marcas e analisando como um simples consumidor, você tem noção da confusão mental que isso gera? A marca antiga já tinha diversas variações, um detalhe que – como designer – me tirava do sério. Mas até tinha uma justificativa, eram sub logos para implementações específicas.

A família de ícones e tipografia

Inicialmente este parágrafo falava elogiava a tipografia e a família de ícones, mas fui me aprofundar no tema e percebi uma coisa, elas não fazem sentido.

A marca é toda “orgânica”, com curvas e sinuosidades, e a família de ícones possui cantos retos?! Eu entendo que eles foram feitos baseados na fonte Simplon Oi, mas (e aqui vai um gosto pessoal, livre de análises técnicas), não acho que casou muito bem.

marca-oi-identidade-visual-2016-com-limao-01

A marca “descolada” #SQN

Chegamos ao ponto que quero alfinetar com uma agulha de crochê. Uma marca descolada, divertida e humanizada não significa que vai usar abreviações como “vc”. Ser direto e pouco formal, não quer dizer que você é seco ou mal-educado. Vamos parar para pensar no ponto inicial: a Oi é uma empresa de telecomunicação. Eu não quero mais um amigo, quero uma empresa que preste um serviço de qualidade e que funcione.

Segundo o manual da Oi: “Somos claros e acessíveis, mas não falamos como criança, nem somos rasos, subestimando a inteligência das pessoas”. Ok, então me explique este exemplo de atendimento…

marca-oi-identidade-visual-2016-com-limao-03

“O atendimento acontece como numa troca de mensagens reais entre pessoas que se conhecem ou dividem algum interesse. Abreviações e emoticons constroem essa percepção. O texto da Renata mostra empatia, interesse e disponibilidade”, completa o manual. Não, não, não! Como diriam os seres do Facebook brasileiro, é a capivarização da comunicação. Neste caso, a capivarização de uma marca.

Sei que muitos não gostarão das minhas críticas e talvez esteja sendo até duro demais, mas para uma marca que, segundo a VEJA, está em desenvolvimento desde 2012 e custou 350 mil libras (algo em torno de 1.835.966,72 na cotação de hoje), eu esperava mais… muito mais!

Leia também

Review

Em Battletoads, o trio Rash, Zitz e Pimple estão de volta para roubar os holofotes enquanto quebram, pisam e abrem caminho em uma aventura...

Design

A Intel anunciou nesta semana (02), uma grande mudança no logotipo e reformulação de toda a identidade visual institucional e de produtos. Desde a...

Design

Uma das estratégias mais legais no desenvolvimento de marcas é o co-branding, ou seja, quando duas marcas se unem para criar um produto ou...

Futuro

No quinto episódio do Gravidade Zero, vamos falar sobre design. Sim, parece simples, mas o design impacta o nosso cotidiano de diversas formas. Para...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.