Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

Design

Galaxy Z Fold2 5G: Mais que um produto, um posicionamento de marca

Galaxy Z Fold2 5G: Muito Mais Que Um Produto, Um Posicionamento De Marca

Um smartphone que custa R$ 13.999 pode não ser o seu (e o de muita gente) objetivo de compra para 2020, mas por que a Samsung lançou um aparelho tão caro? Vamos partir do ponto que o novo Galaxy Z Fold2 5G não é um produto para todo mundo e a questão não está só no preço. Tirando o fato que temos toda a questão de dólar alto e etc., o novo smartphone da Samsung é mais um aparelho para marcar território, do que ser um sucesso de vendas. Mas, antes de tudo, vamos conhecer o aparelho, para entender os motivos.

Segundo comunicado oficial da marca, “o mais recente smartphone com tela dobrável lançado pela Samsung conta com espaço de tela ainda maior para aprimorar a visualização de e-mails, consulta de mapas em aplicativos de rotas e, claro, a diversão assistindo a filmes, séries, navegando pelas redes sociais ou jogando. A tela externa agora conta com 6,2 polegadas, enquanto o display principal apresenta incríveis 7,6 polegadas com recorte minimizado. Além disso, a taxa de atualização da tela, de 120Hz, eleva a qualidade, potencializando as transições de imagens. Já o sistema de áudio dinâmico, com alto-falantes duplos e efeito estéreo otimizado, proporciona um som nítido e imersivo.”

A primeira pergunta que fica é: Quem precisa de um aparelho com tela dobrável? A resposta é bem simples, ainda não sabemos quem precisa. Assim como foi com o primeiro iPhone, que todo mundo perguntava quem precisava de uma tela touch, o Fold2 também vem para desbravar um cenário ainda meio obscuro. Uma coisa são testes de mercado, outra coisa é vida real. Será que, daqui alguns anos, usaremos smartphones com telas dobráveis?

O meu ponto de vista é… Acho que não. Pelo menos não neste formato. Acredito que as telas “dobráveis” do futuro serão bem mais flexíveis. Em 2012, publiquei um texto aqui no Com limão que dizia “LG anuncia e-paper flexível: Tecnologia pode mudar nosso cotidiano”. Já se vai quase uma década desde a publicação e nada de telas flexíveis até agora, além de um ou outro produto em fase experimental.

Fold2 é mais branding, menos produto

O Galaxy Z Fold2 5G é muito mais que um produto caro (para a nossa realidade brasileira), ele é um posicionamento de marca. A Samsung não quer substituir a sua linha S pelo Fold2. Muito pelo contrário, ela quer mostrar “olha como somos inovadores”. Na dúvida, vamos olhar os 4 Ps do marketing: Produto, Preço, Promoção e Praça, aplicados ao Fold2.

  • Produto: O Fold2 é um smartphone que reúne, não só a tela dobrável, mas tudo que há de mais novo no mercado (veja abaixo a ficha técnica).
  • Preço: É um celular que custa US$ 999.99 (mesmo preço inicial do novo iPhone 12 Pro). Por aqui, até mesmo com os impostos e câmbio alto, não chegaria aos R$ 13.999 — tanto que já é vendido por 12.599 à vista. Mas falar que um aparelho custa R$ 14 mil também posiciona ele em outro patamar. 
  • Promoção: Lembrando que este “P” é de promoção no sentido de divulgação, de promover o produto. Ora, quer mais promoção do que todo mundo falando sobre o produto?
  • Praça: O smartphone está disponível nas lojas online e físicas da Samsung. De qualquer forma, você ainda vai precisar de um cartão de crédito com um limite alto disponível.

Sem contar que, na pré-venda, você compra o Fold2 e ganha mais dois produtos do ecossistema Galaxy, ou seja, a Samsung faz com que os compradores do aparelho tornem-se quase que embaixadores da marca.

Galaxy Z Fold2 5G: Muito Mais Que Um Produto, Um Posicionamento De Marca

“A Samsung foi pioneira ao criar e disponibilizar globalmente a categoria de smartphones com telas dobráveis, reimaginando o conceito de dispositivos móveis a partir de um formato flexível. No Brasil, também fomos a primeira empresa a lançar um smartphone dobrável, o Galaxy Fold, em janeiro deste ano, e expandimos a categoria com o Galaxy Z Flip, em março. Agora, reforçando nosso compromisso de oferecer no País o que há de mais moderno e inovador, trouxemos o Galaxy Z Fold2, com uma série de recursos multitarefas e o auge do design” — Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

Ou seja, o novo smartphone da Samsung é um produto que posiciona a marca como inovadora e impulsiona toda uma família de produtos, mesmo que indiretamente. É claro que alguns early adopters vão comprar o aparelho, mas o produto não deve ter penetração muito maior que este público.

Leia também

Tecnologia

A Samsung anunciou nesta segunda (22), o lançamento da linha Evolution, a primeira linha de geladeiras Inverter com tecnologia PowerVolt. Com longa durabilidade e...

Design

Em novembro de 2020, o McDonald's anunciou que a mudança global das embalagens. Os novos designs são assinados pela inglesa Pearlfisher e misturam uma...

Futuro

Pensados para funcionar como assistentes do dia a dia, Samsung apresenta o futuro dos robôs domésticos e o que será possível nos próximos anos.

EcoDesign

No fim de 2020, pouco antes de iniciarmos as festas de fim de ano, publiquei no InovaSocial o texto e o podcast “Tendências e...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.