Redes Sociais

Olá, o que você está procurando?

1Bitcoin

Qual o verdadeiro valor do bitcoin!?

Qual O Verdadeiro Valor Do Bitcoin!?

Ter comprado Bitcoin em 2011, 2014, por US$ 8 ou US$ 50 é o sonho de todos, mesmo daqueles que sequer acreditam nas criptomoedas. Mas a dura realidade é que a maioria dos que compraram venderam em uma alta de 50% ou 100%, e não acompanharam o Bitcoin até os valores atuais, na casa dos US$ 20 mil. Tendo isso em vista, neste texto vamos entender o que faz a criptomoeda ser deflacionária, analisar qual o lastro dela, e entender por que aquelas pessoas que compraram Bitcoin e seguraram não são “sortudas”.


Quer comprar criptomoedas e tokens? Conheça a NovaDAX, a única exchange no Brasil com conta digital gratuita e cartão pré-pago.

O preço do Bitcoin segue em baixa, mas o seu valor é o mesmo.

O Bitcoin surgiu após a crise de 2008, trazendo uma nova concepção do que deveria ser o dinheiro; afinal, a contínua impressão de mais e mais dinheiro segue acarretando crises e a inflação passou a ser vista até como natural, para alguns.

A primeira inovação do Bitcoin é a sua mecânica de deflação, isso porque, para criar um Bitcoin, os indivíduos precisam despender cada vez mais tecnologia e energia elétrica para deixar suas máquinas minerando a moeda e, a cada 4 anos, a remuneração desses mineradores se torna ainda menor. Além disso, não só cada vez menos Bitcoins entram no mercado como, principalmente, é um fato que existirão apenas 21 milhões de Bitcoins no mundo, e o último Bitcoin provavelmente será emitido em 2140.

Leia também: Ethereum, Bitcoin e as Criptos: Qual o futuro do dinheiro?

Pela primeira vez, uma moeda que possui cada vez mais uso por indivíduos — chegando a ser moeda legal em países como El Salvador e república Centro Africana —, possui um sistema deflacionário, ficando claro que, cada vez mais pessoas irão precisar de Bitcoin, e cada vez mais difícil será conseguir um.

Além da deflação, o Bitcoin possui um lastro?

Essa é a primeira pergunta que os desconfiados com a tecnologia se fazem. O Bitcoin não possui um lastro, mas antes que se assustem, o próprio dólar não possui lastro desde a década de 1970, já que, hoje, o que fortalece o valor do dólar é a crença de que a geopolítica internacional possui nos EUA; e assim o governo americano ainda é capaz de imprimir mais dinheiro em momentos de crise, sem se preocupar se há ouro o bastante em suas reservas. Com o Bitcoin, por outro lado, esse “lastro” é decorrente do crescente uso da criptomoeda, novos e famosos investidores passaram a comprar, e principalmente de qual o custo para possuir um Bitcoin sem ser comprando diretamente de uma exchange, por exemplo.

Hoje, o custo bruto de um Bitcoin, em si, é o quanto um indivíduo terá que pagar para ter uma máquina potente o bastante para minerar (um computador com placa de vídeo não é o bastante) e quanto será gasto com energia para aquela máquina se manter por meses trabalhando. Somado esses custos, entende-se quanto é gasto para conseguir um Bitcoin, e aí se encontra o seu verdadeiro valor. Com a soma desses conhecimentos entende-se também porque existem altas da criptomoeda de 4 em 4 anos, afinal a cada 4 anos menos Bitcoins são recompensados aos mineradores, aumentando o custo para obter um Bitcoin, refletindo essa realidade para o preço do ativo nas exchanges.

Para finalizar, é interessante relembrar daqueles usuários que compraram o ativo por US$ 50 e venderam em uma alta seguinte, mas agora entendemos qual a diferença dessas pessoas para aqueles que compraram e possuem até hoje, ou mesmo dos que irão comprar mais da criptomoeda agora, na baixa, e esperar o tempo passar. Essas pessoas entenderam a tecnologia por trás do Bitcoin, entenderam qual o seu verdadeiro valor, e por isso não ficam tão nervosas com as conhecidas altas e baixas do mercado.

Espero ter contribuído com um pouco desse conhecimento sobre qual o verdadeiro valor do Bitcoin; e quem sabe, daqui a alguns anos, teremos alguns lembrando de textos como esse e pensando “que sortudos, compraram a criptomoeda por 20 mil!”.

Leia também

1Bitcoin

As criptomoedas muitas vezes são apresentadas por visões maniqueístas, ora como tecnologia mais revolucionária das últimas décadas, ora como um dos maiores erros criados...

1Bitcoin

Que as criptomoedas são revolucionárias e devem ser acompanhadas com muita atenção não é segredo para ninguém, ainda assim, muitas pessoas têm dúvidas sobre...

1Bitcoin

A maior atualização do mundo das criptomoedas, a The Merge, começou na segunda semana de setembro, trazendo uma alta do token e investidores curiosos...

1Bitcoin

Em meio à crise econômica, depois de 4 novos ministros da economia e inflação de 71%, a população argentina encontrou no mundo das criptomoedas...

Copyright © 2020 Com limão. Todos os Direitos Reservados.