steam-controller-valve-review-com-limao-01

Compartilhe:   

Steam Controller: O Com limão testou!

por Autor Convidado

Ele é o novo item de desejo dos gamers. Conheça o Steam Controller! Com a promessa de levar uma nova experiência para os seus jogos do Steam, o Com Limão não poderia perder essa oportunidade e testar essa belezura. (Está certo que chamá-lo de belo é forçar um pouco…)

Primeiras impressões

Devo dizer que a caixinha desse produto me chamou a atenção. É nessas horas em que você lembra dos seus amigos designers e abri-lo foi realmente uma experiência. A caixa é linda e, quando me toquei que por dentro do invólucro tinha um desenho formando o controle, foi como desvendar um puzzle.

steam-controller-valve-review-com-limao-05

steam-controller-valve-review-com-limao-04

Ao ver o controle dentro da caixa, eu achei IMENSO. Definitivamente, um dos maiores controles que já peguei. Eu tinha um Sega Saturno quando era adolescente (pois é…) e me lembrou muito o controle desse falecido console. Ele é grande, robusto e parece ter uma carcaça maior do que seu equipamento precisa.

MAS… Ele tem muitos botões! Tudo nele é “pressionável”, apertável e sensível ao toque. Sim, ao toque (ou touch, como alguns preferem chamar). Esses círculos na parte frontal do controle são touch e o conjunto é completo com 4 botões de gatilho e dois botões na parte posterior. A coisa mais diferente que já vi.

steam-controller-valve-review-com-limao-02

Porém, ele é pesado e não ergonômico. Senti meu braço adormecer depois de algum tempo jogando. Várias vezes senti que o controle era grande demais ou que os botões não estavam dispostos muito bem. E falo isso não só como uma “mulher de mãos pequenas” (coisa que também não tenho), pois pedi para homens jogarem e a impressão foi a mesma.

Configuração e instalação

Configurar o controle é simples. Você só precisa entrar deixar o Big Picture ativado. Tem jogos no Steam que tem a configuração nativa do Controller, outros não. Mas não é motivo para desespero. Antes de jogar, você pode configurar seu controle para jogá-los ou até mesmo utilizar configurações feitas por usuários.

Pois bem, com tudo isso em mente, fui testar o bichano para o que ele foi feito: JOGOS.

Assim que você coloca o receptor dele no seu computador, a trackpad da direita vira um mouse. Então você pode usá-la até começar a jogar.

steam-controller-valve-review-com-limao-03

FPS: Left 4 Dead 2

Minha maior empolgação com esse controle era testar um FPS. E por que não testar com um feito pela própria Valve e com configurações nativas? Adoro L4D2 justamente por ser um jogo insano em sua velocidade e adrenalina. Era o que eu buscava. E tive uma enorme decepção.

O controle nativo é muito confuso. Tive dificuldades no início do jogo para pegar uma arma, pois aparecia um botão que era facilmente confundível com outros. E a trackpad direita serve como mira, mas ela é bem sensível. Fora que eu mantinha o polegar nela, então toda hora a minha mira mexia.

INDIE: Faster Than Light (FTL)

Escolhi FTL por ser um jogo que adoro usar para passar tempo e é relativamente simples em seus controles. Aproveite a oportunidade e busquei as configurações online para ele.

Não foi ruim e não foi muito diferente de um teclado e mouse. Claro que tive dificuldades no início, mas culpo mais a falta de ergonomia do controle do que o controle feito para o jogo. De fato, a trackpad da direita, neste caso, funcionou muito bem como mouse. A medida que fui jogando, ele foi ficando mais fluído.

PLATAFORMA: Rogue Legacy

Esse é um jogo feito para controles! Não tem desculpa. Da mesma forma que acredito que FPS é melhor no teclado & mouse, acredito que plataformas são melhores em controles.

E foi aí que eu percebi mesmo que a ergonomia dele é ruim. As minhas mãos ficaram doendo com muito tempo de jogo. Mais um ponto negativo.

LUTA: Street Fighter V (Sim, o V!)

Nada como pegar esse controle para testar o novo jogo da franquia da Capcom! Ele já veio com o controle nativo, o que é bom! Em compensação, notei que ele perde para os controles tradicionais. Veja bem, o analógico dele não é preciso nas direções, o que atrapalha muito em fazer os combos. Em uma partida com o controle do Steam foi difícil sair combos e fazer golpes que facilmente saem nos controles tradicionais.

Steam Controller: O veredito!

Depois de testar todos esses jogos, decidi o meu veredicto final sobre o controle. Eu adorei a ideia das trackpads, mas acredito que ainda não foram bem executados. Notaram que nenhuma vez no texto eu comentei sobre o trackpad da esquerda? Ele seria para substituir um direcional, mas não dá a mesma resposta que um. O Rogue Legacy pode jogar nele, entretanto é só para perder. A resposta é ruim tanto no jogo, quanto para o jogador, porque você não tem ideia se está direcionando corretamente.

Há também os dois botões na parte de trás. Por não ter experimentado nenhum jogo que exigia o uso dos botões traseiros, eu ainda não tenho instinto de usá-los.

Acredito que muitas melhorias virão com o tempo e com os jogos que forem lançandos. Creio que o Steam lançou essa versão para testar a sua entrada no mercado e a aceitação dele pelos jogadores. Vale destacar que o produto ainda não está à venda no Brasil.

São tantos botões, que até os jogos que tem configurações nativa do Controller ainda não sabem aproveitá-lo muito bem. Quando isso acontecer, talvez seja realmente a experiência diferente que a Valve quer vender.

Michele (Vampira) Pandini é dançarina que se acha entedida de jogos, o que garantiu um emprego como assistente na Fira Soft.


Autor Convidado Quer ser um autor convidado? Envie um e-mail para [email protected] e você pode ser o próximo a aparecer aqui no Com limão

Não entre sem ser convidado - Autor desconhecido


0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Voltar para o topo ↑

  • Newsletter

  • Últimos tweets

  • Facebook